O que não nos derruba torna-nos mais fortes!

Mar 25, 2020

As mudanças ocorridas nos últimos tempos incutiram um novo ritmo, novas exigências e novos desafios que se têm multiplicado, a cada dia, devido à subida exponencial de infetados com o coronavírus.

O sucesso no combate a este surto depende da nossa resiliência, isto é, da nossa capacidade para recuperarmos da situação de adversidade em que nos encontramos. A resiliência resulta, assim, do balanço que ocorre entre a tensão dos fatores de risco e a capacidade para os enfrentar, mantendo o equilíbrio e a responsabilidade.

As pessoas resilientes são mais criativas, adaptam-se mais facilmente à mudança e são mais perseverantes quando enfrentam situações adversas, pois aceitam a realidade como ela é, acreditam num conjunto de valores que dão significado à vida e têm grande capacidade de improvisar.

Perante a situação de pandemia em que o mundo se encontra, a resiliência é fundamental para transformar as adversidades em oportunidades de crescimento, desenvolvimento e adaptação à mudança, tanto ao nível individual como ao nível organizacional.

A resiliência não é entendida apenas como uma estratégia de coping para lidar com tempos difíceis, pois não se limita a uma capacidade que se expressa, apenas, em tempos de adversidade. Envolve também uma componente de proatividade que marca a diferença entre aqueles que conseguem recuperar depois das dificuldades e aqueles que são incapazes de reagir. Além disso, é um fator fundamental para que os indivíduos sejam perseverantes face aos problemas e consigam encontrar soluções inovadoras para os superar.

Outrora entendida como um raro traço de personalidade, a resiliência é afinal uma capacidade psicológica dinâmica e maleável que pode ser desenvolvida através de sete etapas:

Identificar os problemas e procurar soluções
Estabelecer limites de forma a não se deixar envolver pelas adversidades
Desenvolver relações satisfatórias com os outros
Ter prazer em realizar as atividades das várias esferas da vida
Ser criativo para pensar de forma diferente
Humor para diminuir a tensão e enfatizar o lado caricato das adversidades
Ética para guiar as suas ações
Quando a adversidade é encarada como uma oportunidade para superar os próprios limites, torna-nos mais fortes, porque os momentos maus são fundamentais para valorizarmos o que a vida tem de bom!

Professora Doutora Rosa Rodrigues, Docente do ISG, para a InfoRH

Outras Notícias

Conferência “A Transversalidade da Ameça Ciber”

Conferência “A Transversalidade da Ameça Ciber”

Convidamos todas e todos a assistirem, via Zoom, à Conferência “A Transversalidade da Ameça Ciber”Acontece no dia 29 Outubro, pelas 17 horas, e o ISG associa-se a este evento de como entidade organizadora.O fecho da Sessão fica a cargo da Senhora Administradora do...

ISG 360º | Faz a tua visita virtual!

ISG 360º | Faz a tua visita virtual!

NEWS ISG!! New Work | Podem descobrir as instalações do ISG | Instituto Superior de Gestão, Business & Economics School através de múltiplas formas de navegação, (incluindo Planta 3d), com depoimentos em vídeo e conhecer toda a informação sobre as Licenciaturas,...

41.ª Reunião Geral do Grupo Ensinus

41.ª Reunião Geral do Grupo Ensinus

Hoje, dia 21 de Outubro, decorre a 41.ª Reunião Geral do Grupo Ensinus, com a presença da Administração e de todos os Dirigentes das Instituições de Ensino Superior e Não Superior, em Portugal, Moçambique e Guiné-Bissau. Iniciámos o Ano Letivo 2020/2021, com a máxima...

Protocolo de Colaboração com a OJPLP

Protocolo de Colaboração com a OJPLP

Hoje, o Grupo ENSINUS, assinou o Protocolo de Colaboração com a Organização Juvenil dos Países de Língua Portuguesa. Estiveram presentes em representação das Entidades, a Senhora Administradora do Grupo ENSINUS, Dra. Teresa Damásio e o Presidente da OJPLP, Dr....

Sozinho/a contra a violência? Não!

Sozinho/a contra a violência? Não!

A participação da Escola, com intervenção de todos os membros da sua comunidade educativa, no combate a todas as formas de violência é uma missão fundamental e um ato de cidadania ativa.O Ministério da Educação, atento à realidade da violência doméstica e tendo...